Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bluegazine

Sabe o que vem aí

James em Dezembro no MEO Arena

James tour.jpeg

 Quando os James entraram no palco do Coliseu dos Recreios, em Lisboa, e tocaram Protect Me, antepenúltima canção do álbum Seven, não sabiam que estavam a começar a escrever o primeiro capítulo de uma longa história de concertos em Portugal. Nem eles, nem os fãs que não chegaram para esgotar a sala da capital mas conheciam a discografia da banda que tinha marcado uma parte da cena musical de Manchester dos anos 80.

 

Estávamos em 1992, a banda de Tim Booth assinou um concerto memorável na sua estreia entre nós. No dia seguinte repetiram a receita no Porto e deixaram a discussão no ar: o triunfo devia-se ao enorme sucesso que Seven estava a ter nas tabelas de vendas ou vinha dos três discos anteriores, nada fáceis de encontrar no mercado nacional na altura, nomeadamente do tema Sit Down que figurava no meio do alinhamento do LP Gold Mother editado em 1990?

Provavelmente, foi uma mistura de todos estes factos que fez crescer muito rapidamente a legião de fãs dos James em Portugal. Quem viu não esqueceu a química da banda com a plateia e, especialmente, a entrega do vocalista em danças possuídas onde se destacava uma considerável cabeleira cheia de caracóis, dificil de imaginar actualmente.

 

Passado um ano regressaram a Lisboa para actuar num lotado Pavilhão do Belenenses, no Restelo. Já não eram nenhum segredo bem guardado do rock de Manchester, tinham conquistado o mundo com Seven e deram logo seguimento de qualidade com Laid editado em 1993.

Esse concerto no Restelo foi, ainda mais, mítico pelo facto de ter tido como banda de suporte na primeira parte uns tais de... Radiohead!

 

Estava aberta uma longa relação de amizade e carinho entre os James e o público português que se habituou a tê-los por cá muitas mais vezes. Vão a caminho das três dezenas de concertos em Portugal e assumem a ligação especial com o nosso país.

 

Estão de volta ao MEO Arena para novo encontro com os fãs que já atravessam várias gerações. O alinhamento de um concerto dos James é uma forte banda sonora da vida de muita gente que sorri ao relembrar hits que vão dos anos 80 aos dias de hoje.

Sim, porque apesar de uma anunciada pausa com direito a concertos de despedida e tudo, os James voltaram e até editaram este ano um digno álbum chamado Girl at the End of the World .

 

O reencontro está marcado para dia 4 de dezembro no MEO Arena.

 

1 comentário

Comentar post