Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bluegazine

Sabe o que vem aí

Super Bock Super Rock, Dia 3: Dialetos de Ternura

ana moura.jpg

 O que marca mesmo um festival de música é, sem dúvida, um bom concerto. Quantos mais, melhor. Para um concerto ser inesquecível é preciso tocar fundo na alma do público e mexer com emoções. No fundo, é tudo isto que se procura numa experiência em testemunhar música ao vivo. Pois bem, quem teve a oportunidade de presenciar a atuação de Benjamin Clementine terá ficado de alma cheia para vários dias. O londrino regressou a um festival que bem conhece, depois de um concerto espantoso no Palco EDP, há poucos anos, e voltou a uma cidade que encantou há poucos meses com uma noite memorável no Campo Pequeno. Para que tudo fosse ainda mais especial, Benjamin chamou ao palco Ana Moura para um dueto único. Ele que não tem o hábito de convidar ninguém para os seus concertos, ficou claramente emocionado com o encontro. São estas emoções que perduram na memória e constroem as lendas. Ana Moura que o diga, ainda hoje se fala daquele dueto com Prince no Super Bock Super Rock no Meco.

Quem também ficou feliz com o reencontro com o nosso país foi Matt Johnson. Os The The mataram saudades a muitos fãs que os seguem há décadas. Um belo concerto no Palco EDP que fica para a história desta edição do SBSR. 

E o que dizer do dueto com Isaura e Diogo Piçarra, eles que marcaram o último Festival da Canção por diferentes motivos. Neste último dia encontraram-se no Palco LG by Rádio SBSR FM e criaram um momento único e muito especial para conforto do público em frente à Altice Arena. 

Também os lendários Pop Dell'Arte marcaram um reencontro com os seus seguidores mais fieis no último concerto daquele espaço e arrancaram um belíssimo concerto carregado de nostalgia.

Por lá passaram também os Keep Razors Sharp e os Sunflowers.

 Num dia marcado pelas aparições artísticas dos La Fura Dels Baus no Palco Super Bock, mais um reencontro com o público português, houve espaço para Baxter Dury encantar na abertura do Palco EDP e para Sevdaliza arrebatar o fim de tarde com uma atuação poderosa. 

Destaque ainda para os concertos de Stormzy, que abriu o Palco Super Bock e Julian Casablancas & The Voidz que encerram as atividades desta edição do festival. 

No Palco Somersby a proposta para agitar os corpos dos mais resistentes veio de Sofi Tukker e DJ Big. 

 Fica na memória a emoção dos duetos inesperados e dos reencontros celebrados que fazem da música um bem essencial à vida.