Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bluegazine

Sabe o que vem aí

Amar Amália a 5 de Outubro na Altice Arena

amar amália.jpg

O espetáculo que homenageia Amália Rodrigues pela voz de vários artistas lusos volta a subir a palco em outubro.

Dia 5 de outubro, véspera do aniversário da morte da diva do fado, regressa à Altice Arena.

Assim, há nova data para o espetáculo Amar Amália, que se estreou no dia 16 de fevereiro, na Altice Arena. Essa noite ficou aqui documentada: Amar Amália na Altice Arena: Uma Noite de Homenagem

Sob a direção artística de Diogo Clemente e Tiago Pais Dias, foram várias as vozes que homenagearam Amália Rodrigues neste momento, nomeadamente Paulo de Carvalho, Dulce Pontes, Marco Rodrigues, Amor Electro, Maria Emília, Sara Correia e Vanessa da Mata. Em outubro o espetáculo volta a Lisboa.

No dia 5 de outubro, véspera do aniversário da morte de Amália Rodrigues, o espetáculo regressa a Lisboa, à Altice Arena, com os convidados : Dulce Pontes, Simone de Oliveira, Paulo de Carvalho, Marco Rodrigues, Amor Electro, Aurea e Jorge Palma. Este novo concerto foi apresentado em Lisboa, na Fundação Amália Rodrigues.

Vinte anos depois do desaparecimento da diva do fado, Amar Amália promete, acima de tudo, lembrar, sentir e renovar o espírito da fadista, não sendo só para atingir o público contemporâneo de Amália, mas também atrair novas gerações pela voz de cantores que interpretam as suas próprias versões do reportório eternizado pela fadista.

Tim Bernardes na Casa da Música no Dia 23

tim.jpg

Tim Bernardes vai estar no Porto em setembro. Um concerto marcado para a Casa da Música no próximo dia 23 de setembro.
Ele que é músico, compositor, produtor musical e multi-instrumentista e já trabalhou com nomes como Tom Zé e David Byrne, entre outros.

Com a sua banda, O Terno, tem três discos e um EP lançados, todos com composições da sua autoria. A solo estreou-se em Setembro de 2017 com “Recomeçar” que esteve nas principais listas de melhores álbuns desse ano, consolidando Tim Bernardes como um dos grandes compositores brasileiros de sua geração.

Caetano Veloso não lhe poupa elogios: “Uma maravilha de afinação, controle da dinâmica, refinamento, execução instrumental e liberdade na elegância do uso do palco e da luz - além das composições personalíssimas de caminhos fascinantemente desviantes… Tive certeza de que a música brasileira é forte sempre. Quem vê um show de Tim Bernardes não pode nem acompanhar o movimento mental de quem diz que nossa canção hoje não tem valor.”.

Fora do Brasil o trabalho também recebeu reconhecimento, com a nomeação para o Grammy Latino de 2018 como Melhor Álbum de Música Alternativa em Língua Portuguesa.

“Recomeçar”, nome do single e do álbum a solo de Tim Bernardes, dá título à curta-metragem/documentário em que, além de um making of do videoclip em que o artista desmonta um piano no meio da natureza, explora os motivos por trás da acção e desvenda um pouco do processo de reflexão e de composição do músico brasileiro: